Vídeos
Esportes
Segurança
Saúde
Colunistas
Ismael Medeiros
Davi Nascimento
Patrícia Vieira
Entrevistas

Campanha solidária arrecada donativos em Orleans

Prefeitura promove campanha para auxiliar famílias que sofreram danos com a chuva registrada na última quinta-feira. Lauro Müller decretou estado de situação de emergência

 

 

pag-16

Pontos de coletas arrecadarão doações às vítimas atingidas pelas chuvas em Orleans. – Foto: Sul in foco/Divulgação/Notisul.

Orleans

Os primeiros dias do ano foram marcados por forte calor e chuvas que causaram prejuízos em diversos municípios da região. O último temporal registrado na quinta-feira afetou drasticamente as cidades de Orleans e Lauro Müller. Muitas famílias ficaram isoladas e perderam seus pertences.
Atentos à situação, a prefeitura de Orleans promoverá uma campanha solidária e ainda hoje divulgará os pontos de coleta para arrecadar donativos às vítimas da chuva. “Nossa presença, nosso atendimento, nossos equipamentos e funcionários. Tudo o que é possível disponibilizaremos, sem medir esforços. Não vamos deixar faltar nenhuma assistência para essas pessoas. Não temos recurso próprio para adquirir móveis ou roupas. Por isso, resolvemos realizar essa campanha para arrecadar mantimentos”, explicou o prefeito Jorge Koch.
Conforme informações da Defesa Civil, houve registro de estragos nas comunidades de Oratório e Palmeira Alta, no loteamento Nova Orleans e nos bairros Santista, Alto Paraná e Barro Vermelho. O prefeito acompanhou a equipe da Defesa Civil no levantamento dos principais pontos atingidos para tomar as devidas providências.

Famílias atingidas recebem kits humanitários em Lauro Müller

O município de Lauro Müller foi um dos mais atingidos pelas chuvas da última quinta-feira. A cidade decretou situação de emergência e 26 famílias ficaram isoladas. Neste sábado, as vítimas começaram a receber donativos arrecadados na central de doações montada no centro da cidade. Ontem, a equipe da Defesa Civil, junto com representantes da prefeitura e voluntários, continuou a entrega de 50 kits de higiene e limpeza, 50 cestas básicas e 30 colchões.
Conforme a secretaria de ação social, além de comida e móveis, os atingidos também precisam de materiais de construção. Pelo menos 600 pessoas foram diretamente afetadas pelas chuvas. A cidade também contabilizou prejuízos rurais. Em um aviário da cidade, pelo menos 1,4 mil frangos morreram por causa da falta de energia durante a tempestade. Na produção de leite, 27 mil litros não poderão mais ser comercializados. Já na plantação de milho, 15 mil hectares foram perdidos.
Ontem, a Defesa Civil realizou também o trabalho de isolamento em uma área de risco, colocando lonas em um morro com o objetivo de impedir que um grande volume de terra desmoronasse e atingisse casas, no bairro Bela Vista, tendo em vista que a previsão indica que a chuva continuará nos próximos dias. Trata-se de uma medida paliativa e de segurança, até que outras providências sejam tomadas. O município continuará o trabalho de quantificar os prejuízos e acompanhar as situações de risco pelos próximos dias.

pag-16-retranca-1

Defesa Civil entregou doações às vítimas atingidas por forte chuva. – Foto: Samuel Madeira/Divulgação/Notisul.

Praias de Laguna registram acúmulo de galhos

As chuvas também afetaram o município de Laguna, que registrou alagamento de ruas. Ontem, quem circulava pela praia do Mar Grosso observou o acúmulo de galhos espalhados pela orla em função do temporal.
Em Jaguaruna, as chuvas preocupam os rizicultores da comunidade de Jabuticabeira. O rio que atravessa a comunidade ficou acima do nível normal colocando em risco a rizicultura nas proximidades. O mato acumulado no rio desceu com a correnteza e encalhou na ponte da Jabuticabeira, formando uma grande camada e obstruindo a passagem da água.

pag-16-retranca-2

Orla do Mar Grosso ficou repleta de galhos e outros objetos arrastados pelas chuvas.

Postagens Relacionadas

Comentários finalizados.

2000 - 2017 - Direitos reservados ao Jornal Notícias do Sul - Desenvolvido por GNX.