Colunas

Salários: tem que ir na câmara

Cristiano Carrador - carrador@notisul.com.br

31 de Maio de 2012 às 00:18min

Cristiano Carrador

Até por volta das 10 horas de ontem, o colunista já havia recebido e-mails (veja a seção Dos leitores, alguns ficarão para os próximos dias), em nosso site havia 23 comentários (nem todos ativados, pois há palavras de baixo calão), foram 29 compartilhamentos pelo Facebook, 22 pessoas manifestaram-se por esta mesma rede social, pelo Twitter, em abordagens nas ruas, por telefone. Todos são terminantemente contra o aumento dos salários dos vereadores em Tubarão e também pedem a redução do número de vagas. Neste último caso, a aprovação já ocorreu, em vez dos atuais dez, serão 17 no próximo ano. Não há nem assentos na câmara para isto. Uma nova reforma precisará ser realizada. Por lei, o número mínimo pode ficar em 12. O vereador João Fernandes (PSDB) defende uma nova votação. Para reduzir! O salário pode passar dos atuais R$ 6,2 mil para R$ 9 mil. Manifestar-se pela imprensa também é fundamental, mas, neste caso, o ideal é organizar um grupo e ir à câmara protestar, exigir respeito!  

Mil palavras - Do leitor

De dentro do trem de turismo, o comerciante Genovêncio Bittencourt, um amante da fotografia, fez imagens das obras de duplicação da BR-101, em Laguna. Finalmente, as construtoras agora seguem com os trabalhos. A promessa para conclusão de tudo, de Capivari de Baixo até a Cidade Juliana, exceto o trecho de pistas complementares, um outro lote, é dezembro deste ano. Até é possível, mas é preciso ficar atento! 

 

Atenção em todas as cidades
Na questão dos salários dos vereadores, o presidente da câmara de Tubarão, João Batista de Andrade (PSDB), age certo ao falar abertamente. Sabe que haverão críticas. Para ele, tem que ter remuneração. O que não pode é votação sem aviso prévio, como ocorreu em Capivari de Baixo, onde tentaram 47% de reajuste e foi vetado pelo prefeito Luiz Carlos Brunel Alves. Em Laguna, não haverá aumento. Em Imbituba, Orleans e Braço do Norte, debate-se internamente.   
 
Asfalto na serra: secretário cobrará
Com a vinda do governador Raimundo Colombo hoje, ao Vale, para inaugurar o asfaltamento entre Braço do Norte e Pinheiral e o Centro de Múltiplo Uso em São Ludgero, o secretário regional Gelson Padilha (PSDB), em resposta a nota aqui, ontem, disse que buscará saber por que não foi dada a autorização para licitação do asfaltamento entre Grão-Pará e a Serra do Corvo Branco, financiamento no BID. Hoje, completa 31 dias da promessa do governador... 
 
As etapas 
Sobre o fato de a estrada entre Braço do Norte e Pinheiral ter duas etapas, também questionado aqui, Gelson Padilha justificou que foi preciso redimensionar o primeiro projeto, que não contemplava tráfego pesado. Antes da obra, anunciava-se todo o trecho. O que foi feito agora tem qualidade.   
 
Falta explicar
O repasse de R$ 50 mil feito pela prefeitura de Tubarão à de Jaguaruna, ainda no governo Carlos Stüpp (PSDB), para a obra da ponte de Congonhas, ainda precisa ser melhor explicado. Saiu a nova ordem de serviço e nova contrapartida dos municípios. E estes R$ 50 mil, serão descontados?    
 
Eleições 2012
Em Imbituba, o PDT, que tinha como pré-candidato a prefeito André Igreja (foto), fechou com o PSD, que tem o secretário regional Christiano Lopes como pré-candidato a prefeito. Igreja fez 3 mil votos para deputado. O vice ainda não está definido, o PDT colocou-se à disposição. O grupo ainda espera atrair o PP para a coligação. Na outra ponta, Jaison Cardoso (PSDB), pré-candidato de situação. 
 
Elevador
 
yes Sobe
Para você!
Quase todos os dias é difícil escrever esta seção. Hoje vai para você que respeita as leis de trânsito, não fura filas, não diz que é o “famoso quem”, não faz contas que não pode pagar, não promete se não pode cumprir, não desvia dinheiro público...   
 
no Desce
Na foto...
É triste ver políticos correndo para participar de atos. Ontem, além do vice-governador Eduardo Moreira (PMDB), o deputado José Nei Ascari (PSD) apressou-se para ir a Jaguaruna, no caso da ponte de Congonhas. Não fazem nenhum favor! 
 
Dos leitores
 
Salários dos vereadores x salários dos demais
Boa tarde, Carrador! Na edição desta quarta-feira, o Notisul publicou informações sobre a proposta de aumento do subsídio dos vereadores de R$ 6,2 mil para R$ 9 mil. Não vou adentrar no mérito, as margens estão previstas em lei. Porém, vou fazer um comparativo dos vencimentos e salários de algumas classes tubaronenses: agente de serviços de limpeza, R$ 700,00 (fonte: http://www.pciconcursos.com.br/noticias/vagas-para-professores-e-agentes-de-limpeza-na-prefeitura-de-tubarao-sc); professor municipal, R$ 1.365,21 (fonte: http://www.pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-tubarao-sc-vagas-ate-1365); guarda municipal, R$ 2,2 mil (fonte: http://blogdoguardamunicipaldetubarao.blogspot.com.br/2012_03_01_archive.html); vereador, R$ 6,2 mil (fonte: http://www.notisul.com.br/n/colunas/vai_dar_polemica-34057); salário mínimo (nacional) R$ 622,00 (fonte: http://www.portalbrasil.net/salariominimo_2012.htm). Vamos refletir! Abraço! Henrique Falchetti - advogado - Tubarão. 
 
Aumento para vereadores: sou contra, temos que nos unir!
Bom dia, Carrador! Estou indignado com a possibilidade de aumento do salário dos vereadores. Ampliar o número já foi desnecessário, um vereador para cada dez mil habitantes está bem distribuído. Com 17, haverá uma diminuição na carga de trabalho, levando-nos a acreditar que o mais correto seria a diminuição da remuneração. Qual lógica é utilizada nesta discussão? O presidente da câmara, João Batista (de Andrade - PSDB), deve rever a sua opinião! Por favor, população, precisamos nos unir. Se fomos nós que os elegemos, devemos decidir se deverão receber o aumento ou não! Grato pela atenção! Conrado Medeiros dos Santos - Tubarão. 
 
Reduzam o número de vereadores já!
Caro Carrador! Os vereadores, em vez de ficarem preocupados em aumentar os seus já gordos subsídios, deveriam realizar nova reunião e desfazer o ridículo aumento do número deles. Numa cidade com vários problemas, mais recursos serão destinados à câmara para manter as suas mordomias, ficando menos para aplicação naquilo que é útil para a população. Ronaldo Sampaio Lopes - Tubarão.
 
Politicamente
○ Nos bastidores, corre a informação de que o atual vice-prefeito de Tubarão, Pepê Collaço (PSD), está bastante chateado pelo fato de não ter viabilizado a sua candidatura a prefeito. Com os tucanos, com o prefeito Manoel Bertoncini, com integrantes do seu próprio partido. A tendência é declinar da ideia de ser pré-candidato a vice de Carlos Stüpp (PSDB).                 
 
○ Questionamentos do vereador Cleber Silva (PP) ao prefeito de Braço do Norte, Vânio Uliano, do mesmo partido, levam a crer que Cleber segue descontente. Pediu informações sobre início de obras, orçamento, o que já foi pago em outras, receitas disponíveis... 
 
○ A decisão do ex-prefeito, hoje secretário regional de governo, Gelson Padilha (PSDB), sobre voltar a disputar a prefeitura de Orleans, só sai até quarta-feira da próxima semana, prazo máximo para desincompatibilização (ô palavrinha). 
 
De quem é a opinião?
“O abuso sexual sempre existiu, desde que o mundo é mundo!”
Para o delegado José David de Machado, de Laguna, a diferença é que antes os crimes não eram tão divulgados como hoje. Ocorreu uma mudança no comportamento das pessoas. Hoje, com a denúncia anônima, tudo ficou mais acessível. O delegado ouviu ontem o policial militar ambiental de 40 anos suspeito de abusar sexualmente de seu filho de 7.  O inquérito será enviado ao judiciário na próxima semana. 
 
Em 1 minuto
• As câmeras de segurança finalmente são realidade em Braço do Norte, São Ludgero e Capivari. Gestores do governo continuam a afirmar que para Tubarão a previsão é para junho. Agora parece que sim, mas era para no mínimo um ano atrás. 
 
• Além de não aumentarem salários de prefeito, vice e vereadores, os atuais, em Laguna, avaliam que os futuros legisladores em Pescaria Brava não podem receber mais de R$ 1 mil, o prefeito R$ 5 mil. Laguna terá, em vez dos atuais dez, 13 vereadores, Pescaria, 9... 
 
•  O prefeito Célio Antônio (PT) demonstra preocupação com a contratação de médicos para Pescaria, pois o valor não pode ser maior do que do prefeito. Neste caso, é difícil, quase impossível, encontrar quem queira...

Enquete

Quem deve pagar a conta de energia dos acessos às cidades do sul do estado pela BR-101?

Opções
Veja enquetes anteriores

Colunas e blogs

Ver todas as colunas

Virtualiza Comunicação