• Aquasol

Geral

Guarda-volume: Quatro bancos têm o prazo prorrogado

As três agências do Banco do Brasil e a do Bradesco comprovaram que a licitação para a aquisição do equipamento, exigido por lei, é feita.

Zahyra Mattar
Tubarão

A primeira semana de fiscalização das agências bancárias de Tubarão quanto ao cumprimento da lei nº 3.370/09, cujo texto obriga as instituições financeiras a disponibilizarem gratuitamente um guarda-volumes aos clientes, terminou sem alteração na quantidade de multas. Dos 15 estabelecimentos do município, nove foram autuados, conforme o Notisul antecipou na edição desta sexta-feira.

A Caixa Econômica Federal do Centro e do bairro Humaitá são as duas únicas que providenciaram o equipamento. As três agências do Banco do Brasil e a do Bradesco tiveram o prazo prorrogado até a próxima semana, porque provaram que as licitações para aquisição dos guarda-volumes estão em andamento.

Na próxima segunda-feira, retorno a todas as agências. Acredito que em um mês todos os bancos estarão adequados à lei. A multa não é tão pequena e, como é diária, eles vão agilizar a compra dos equipamentos”, avalia o fiscal da prefeitura José Carlos Cascaes, responsável pelo trabalho.

A lei que obriga as agências bancárias de Tubarão a instalarem guarda-volumes passou a vigorar em novembro de 2009. No começo deste ano, todas foram visitadas e um prazo de três meses foi fixado para que se adequassem. A multa para os estabelecimento em desacordo com a lei é de 12 Unidades Fiscais do Município (UFMs) por dia, ou seja, R$ 983,04.

Bebedouros e filas

A lei 2.234/99, que obriga as agências bancárias de Tubarão a disponibilizarem instalações sanitárias e bebedouros aos clientes, e a 2.981/06, que dispõe a permanência do usuário na fila em apenas 15 minutos também continuam a ser fiscalizadas. Quanto às instalações sanitárias, todas as instituições financeiras cumprem o determinado. Já em relação ao bebedouro, apenas uma das 15 agências não adquiriu, após quase 11 anos da lei em vigor.

O banco já foi intimado a disponibilizar o equipamento até a próxima semana. Caso contrário, será multado, antecipa o fiscal da prefeitura José Carlos Cascaes.
O servidor municipal explica ainda que a regra do tempo de permanência na fila é cumprida pela maioria das agências. “As reclamações são bem poucas e, geralmente, são registradas em épocas de pagamento”, observa Cascaes.

Enquete

Você concorda com as leis trabalhistas relacionadas ao direito de a mulher amamentar?

Opções
Veja enquetes anteriores

Colunas e blogs

Ver todas as colunas

Virtualiza Comunicação