Alessandra Psicóloga

Opinião

Cordeiro x ovelha

Evaristo Feuser: Presidente do Núcleo da Ovinocaprinocultura da Amurel (NOA) • Tubarão • feuser@brturbo.com.br

20 de Outubro de 2009 às 00:00min

A tualmente, é observado um aumento no consumo de carne de ovinos e caprinos no Brasil. Este consumo cresce principalmente pela oferta de cortes de animais criados para este fim, que é a carne e não a lã. Assim sendo, faz chegar à mesa de consumidor um produto nobre, a carne de cordeiro.

Este produto, com menos teor de gordura e em tamanhos apropriados para o seu preparo, nas refeições diárias, tem sido o motivo do crescente consumo desta carne.
Outro grande fator é o motivo da carne de cordeiro estar sendo utilizada em pratos mais elaborados, desmistificando assim que a carne de ovinos e caprinos é só para churrasco.

Qual é então a diferença entre uma carne de cordeiro e de uma ovelha?
Cordeiro animal jovem filho de ovelha manejado para em um desenvolvimento precoce, com idade máxima de um ano. A ovinocultura atual desenvolveu técnicas de manejo que produzem com grande facilidade animais de quatro meses de idade, atingindo pesos de 32 a 35 quilos de peso vivo, sendo que a formação da carcaça destes animais seja bem homogênea, com pouca gordura e marmoreio na medida certa, percebido na maciês da carne e seu ótimo paladar.

Está comprovado que animais ovinos depositam gordura em sua carcaça após a idade de quatro meses, fator que determinou o criador a obter na sua propriedade o cordeiro. Outro grande fator além do baixo teor de gordura é a baixa dose de produtos químicos utilizados neste curto período de vida dos cordeiros.
Concluímos que o consumo da carne de cordeiro é uma opção de bom gosto, e um cuidado com sua saúde.

Enquete

• Você faz uma análise dos candidatos a vice (à presidência e ao governo do estado) para escolher o seu voto?

Opções
Veja enquetes anteriores

Colunas e blogs

Ver todas as colunas

Virtualiza Comunicação