Segurança

Operação Malvina: Drogas, arma, produtos furtados e 5 presos

Um helicóptero e dois cães farejadores foram utilizados para auxiliar na operação, uma das maiores em Laguna este ano.

17 de Dezembro de 2010 às 16:29min

Rafael Andrade
Laguna

Uma das maiores operações de combate à criminalidade em Laguna este ano foi deflagrada ontem pelas polícias Militar e Civil. A Operação Malvina iniciou às 4h30min e terminou somente próximo ao meio-dia. Dois cães farejadores do 9º Batalhão da PM de Criciúma também foram utilizados.
No total, cinco pessoas foram presas - três mulheres, de 47, 52 e 56 anos, e dois homens, de 22 e 35 anos -, a maioria por envolvimento com tráfico de drogas.

Uma arma calibre 38 foi apreendida. Além do revólver ilegal, várias buchas de crack e um papelote de cocaína foram recolhidos na operação. Os policiais cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão em várias casas da comunidade da Malvina, no bairro Portinho. O local é um dos mais perigosos da região e a incidência de tráfico de drogas, principalmente o crack é muito grande. Além do comércio de entorpecentes, um homicídio já foi registrado este ano na região. As ruas estreitas e os becos dificultam o trabalho da polícia.
Segundo Arlei Pacheco da Rosa, major da PM de Laguna, não há uma atenção social devida de órgãos públicos aos moradores da Malvina.

“Vi um menino de 12 anos vendendo e usando crack. O abordei e perguntei pelos seus pais. Ele disse que o pai e a mãe estavam presos por tráfico. Disse que morava com os avós. Fui até a casa da família e os idosos me disseram que não tinham mais o que fazer. Resumindo, eles lamentaram que a vontade era amarrar o neto viciado em casa, mas não podiam. Outras operações do gênero serão deflagradas ainda neste verão na cidade”, alerta Arlei.

55
gramas de crack, três de cocaína, um revólver Taurus calibre 38 e dezenas de objetos de procedência duvidosa foram apreendidos com cinco acusados presos. Dez mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos pelas polícias Militar e Civil. Trinta e cinco policiais em 16 viaturas atuaram na operação. Outras operações do gênero devem ocorrer neste verão na cidade.

Destino... a cadeia
As cinco pessoas presas na manhã de ontem durante a Operação Malvina, em Laguna, tiveram um destino em comum no fim do dia... a cadeia. Os envolvidos eram conhecidos na comunidade e foram detidos acusados de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. O tenente-coronel Cosme Manique Barreto e o delegado Rubem Thomé coordenaram a operação. As três mulheres detidas foram encaminhadas para o Presídio Regional de Tubarão e os dois homens para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Laguna.


Enquete

Você acredita que a construção da ponte Anita Garibaldi pode ser paralisada por causa do esquema de desvio de dinheiro na Petrobras?

Opções
Veja enquetes anteriores

Colunas e blogs

Ver todas as colunas

Virtualiza Comunicação