Educação Básica: Melhorias serão solicitadas ao MEC

Educação Básica: Melhorias serão solicitadas ao MEC

Secretário de Educação Básica do MEC cumpre agenda hoje em Tubarão. Recursos para adequação das escolas Professora Angélica Cabral e Visconde de Mauá estão entre as principais demandas que serão apresentadas pela prefeitura. O encontro ocorre no gabinete do reitor da Unisul às 11 horas.

Tubarão

A educação básica é o caminho para assegurar a todos os brasileiros a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhes os meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores. E zelar pelo bom andamento desse setor tem sido tarefa da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação e Cultura (MEC). Com o intuito de conhecer as principais demandas dos municípios no âmbito educacional, o secretário da SEB Rossieli Soares da Silva estará hoje no Sul do Estado. A agenda inicia com visita a Florianópolis à reitoria da Ufsc, onde acompanhará os trabalhos do local.

Acompanhado pelo coordenador-geral de Educação Ambiental e Temas Transversais da Educação Básica, professor Felipe Felisbino, Rossieli tem um encontro marcado às 11 horas no gabinete do reitor da Unisul onde receberá as principais demandas da prefeitura de Tubarão e da universidade.

Uma das ações será a confirmação do apoio da Coordenação Geral de Educação Ambiental e Temas Transversais da Educação Básica (CGEAT) da SEB para a infraestrutura do evento Vitrine das Profissões, Meio Ambiente e Sustentabilidade: Vamos Cuidar das Águas, que será realizada em setembro. De acordo com o coordenador Felipe Felisbino, o apoio abre a programação de pré-divulgação do 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado em março de 2018, no Distrito Federal.

A Vitrine das Profissões harmonizará os cursos de graduação da Unisul, alunos e professores da universidade e do ensino médio do Sul de Santa Catarina. O MEC trará para o evento seus parceiros: Ministério do Meio Ambiente, Unesco e o Fórum Mundial da Água. Na ocasião, a universidade também apresentará proposta de parceria para o programa Escola Sustentável do MEC por meio do projeto de pesquisa em Energias Renováveis.

Prefeitura busca recursos para a educação
A prefeitura de Tubarão busca apoio da secretaria por meio de recursos para a adequação das duas escolas de educação básica cedidas pelo Estado: a Professora Angélica Cabral e a Visconde de Mauá. Os imóveis estão desocupados, já que as escolas foram desativadas. A cessão gratuita dos prédios tem prazo de 20 anos e serão adaptadas em creches. De acordo com o presidente da Fundação de Educação do município Mário César Cardoso, além da solicitação de recursos para adequação dos prédios também será questionada a implantação de escolas de ensino integral, já que a cidade conta apenas com a Escola Municipal de Educação Básica Faustina da Luz Patrício, em Oficinas, que oferece ensino obrigatório dos anos iniciais do ensino fundamental e pré-escolar do ensino infantil, em período integral para todos. “Vamos apresentar as principais demandas do município como a adequação das duas escolas para creche a ampliação do ensino integral, entre outras questões”, salienta o presidente.

Roteiro
Após a visita a Tubarão, a comitiva do MEC retorna a Florianópolis onde participará de reunião plenária do Conselho Estadual de Educação – CEE/SC para tratar sobre a reforma do ensino médio e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Em seguida participa de reunião com o Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC) para o acompanhamento dos Planos Municipais de Educação e o Plano Estadual de Educação. O roteiro encerra no gabinete do governador Raimundo Colombo para debater as políticas públicas da SEB no Estado.

Foto: Divulgação/Notisul