Lutador de Tubarão tem novo desafio

Lutador de Tubarão tem novo desafio

Em sua estreia no UFC, em fevereiro, Marcel Fortuna derrotou o seu adversário por nocaute, mas no início do mês passado foi derrotado por outro norte-americano.

Jailson Vieira
Tubarão

Olutador tubaronense Marcel Fortuna, o Mãozinha, de 31 anos – uma das revelações do MMA de Santa Catarina no ano – entrará mais uma vez no octógono. Após a derrota no mês passado, o jovem busca a reabilitação na categoria. Mãozinha já tem o seu novo confronto marcado para o dia 11 de novembro, no UFC Figth Night, em Norfolk, nos Estados Unidos, contra Jake Collier.

Enquanto isso, ele segue a maratona de treino pesado com a sua equipe, ao lado de grandes feras do MMA. “O meu adversário tem o mesmo biotipo que o meu. Dessa forma, tenho a chance de trabalhar nos detalhes que errei na última luta e buscar uma vitória”, projeta.

Marcel lutou no dia 6 do mês passado e foi derrotado pelo norte-americano Jordan Jhonson por decisão unânime dos árbitros, ele retornou aos treinos no último dia 16. “Retornei aos treinamentos para continuar em atividade no jiu-jitsu, no boxe e também no muay thai. Agora que tudo foi acertado, vamos treinar com mais especificidade e intensidade”, garante.

Antes do confronto do último mês, o catarinense tinha um cartel de nove vitórias e uma derrota, e venceu as suas últimas seis lutas. Para a ‘prova’ do mês passado, ele acreditava que o caminho mais seguro para a vitória seria levando o adversário para o chão ou nocauteá-lo com rapidez, contudo, isso não ocorreu.

Em fevereiro, o lutador derrotou, por nocaute, Anthony Hamilton, apesar de que as apostas apontavam para a vitória do norte-americano, e o atleta de Tubarão fez questão de ir contra os prognósticos e derrubou o adversário aos 3m10s do primeiro round.