Taxista de Braço do Norte fica ferida após colisão frontal

Rafael Andrade

Grão-Pará

Uma batida frontal envolvendo dois veículos foi registrada na noite desta quarta-feira (13), por volta das 21h, na região central de Grão-Pará, na SC-370. Um dos carros era um táxi dirigido por uma mulher de 45 anos, que teve cortes na face e laceramento no joelho. Ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros de Braço do Norte e levada ao Hospital Santa Teresinha (HST), na capital do Vale. No outro veículo estava somente um jovem com idade entre 23 e 25 anos, que foi socorrido pelos bombeiros de São Ludgero. Ele teve ferimentos leves. Segundo os bombeiros, teve um corte pequeno em um joelho e também foi encaminhado ao HST.

As duas vítimas estavam conscientes até a chegada do socorro. A taxista esperou atendimento no veículo devido aos ferimentos e à dificuldade de sair dos destroços, já que a frente do seu carro ficou completamente destruída. Não havia passageiros.

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) do posto de Gravatal atendeu a ocorrência e fez o controle do tráfego. Este acidente ocorreu justamente em um desvio obrigatório devido ao desmoronamento de terra há mais de dois anos no local. A pista no trecho é simples e o trânsito flui somente em uma das pistas. Segundo moradores e um bombeiro, o perigo é eminente e já houve, inclusive, uma morte de um jovem no local há poucos meses. Até quando o ‘jeitinho brasileiro’, de postergar o máximo possível uma obra pública, irá predominar no trecho, esta é uma pergunta que ninguém sabe responder, pelo menos até que uma solução definitiva seja sinalizada e concretizada. A responsabilidade da obra é do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra).

Confira vídeo: